Dicas / Blog

O que Aprender para Decolar na Carreira



O futuro já começou e a Inteligência Artificial e outras tecnologias vieram, aceleradas pela pandemia, impactando todo mercado de trabalho. Em um piscar de olhos, chegaram diversas ferramentas digitais, o home office, novas profissões e o alto índice de desemprego.


Atividades repetitivas e com pouca interação social estão sendo substituídas pela IA (Inteligência Artificial), em forma de robôs, sistemas, automatizações e aplicativos, o que exige, cada vez mais, novas competências.


Atividades que envolvem criatividade e muito contato humano devem permanecer. Por outro lado, atividades com muita repetição e pouca interação humana tendem a ser substituídas pela IA. Mas segundo o Fórum Econômico Mundial, 84 milhões de empregos tendem a ser extintos enquanto 97 milhões serão criados. A questão é que os novos trabalham exigem novas competências.


“O problema é que os empregos extintos são da velha economia, os empregos que estão sendo criados são da nova e há baixa similaridade de competências. Os empregos novos requerem habilidades que não são as dos antigos.” - Adriano Mussa, Diretor Acadêmico e de Inteligência Artificial do LIT

Aprender novas competências - e de forma rápida - é o segredo para se manter relevante e poder crescer profissionalmente neste novo mercado de trabalho. Não é à toa que o Fórum Econômico Mundial inclui a competência de “aprender a aprender” como a mais importante para os próximos anos.



Sabe... Mas antes de tudo você tem que ter VONTADE. Estou passando informações preciosas aqui e se você não quer aprender, não quer crescer, pare aqui e não reclame da vida que tem. Mas se você quer crescer, VENCER toda essa mudança e ter sucesso na sua carreira, leia esse artigo e, quando terminar, pense em tomar uma atitude.


Cursos que podem te ajudar:


TENDÊNCIAS DO NOVO MERCADO DE TRABALHO


Segundo o Fórum Econômico Mundial, grande parte das empresas brasileiras pretendem investir em tecnologias exponenciais.


97% das organizações disseram ter intenção de implantar Analytics e Cloud, enquanto 94% pretendem adotar Inteligência Artificial.

Assim, a tendência é que todos os colaboradores tenham conhecimentos básicos em Ciências de Dados, por exemplo. Por isso as atuais exigências por análise de dados e ferramentas de BI.


“Não são apenas os novos trabalhos que vão requerer competências novas, os próprios trabalhos atuais também estão mudando por conta das tecnologias. Afeta todas as profissões que conhecemos hoje que, por sua vez, talvez continuem por muitos anos com o mesmo nome, mas tenham uma cara muito diferente”, diz Mussa.


De acordo com o Fórum Econômico Mundial, algumas profissões são emergentes para os próximos anos:



Segundo o relatório “Demanda por talentos no cenário atual” da Robert Ralf, de 2021, as indústrias que mais estão contratando são Serviços financeiros, Tecnologia, E-business/E-commerce, Saúde e Construção.


E esses são os TOP 5 cargos mais demandados:



OPORTUNIDADES DE CRESCIMENTO PROFISSIONAL


SE AINDA NÃO SOUBER INGLÊS, APRENDA URGENTE!


Cursos gratuitos:


PRIORIDADES DE APRENDIZADO DE GRUPOS PROFISSIONAIS EMERGENTES ESPECÍFICOS


Esse relatório elaborado pelo Coursera mostra, a partir de dados sobre as prioridades de qualificação em diversas áreas, as atividades de aprendizagem e qualificação realizadas por pessoas em profissões emergentes.


Procure sua área e pule o restante, se quiser, mas CONTINUE LENDO. Muita informação boa pela frente!










Também concluíram que pessoas empregadas em profissões emergentes de Dados e IA, bem como em Engenharia e Computação em Nuvem, estão na vanguarda da capacidade de habilidades em Ciência da Computação e Dados, mas apresentam desempenho inferior em habilidades de Comunicação e Vendas.


Já em Desenvolvimento de Produto, demonstram fortes capacidades em habilidades de negócios e, em menor grau, fortes resultados em Engenharia de Software, Bancos de Dados e Aprendizado de Máquina.


Profissionais de Economia Verde demonstram pontos fortes em Habilidades de Negócios, Engenharia de Segurança e Redes de Computadores, Aprendizado de Máquina, Gerenciamento de Dados e Estatística. Eles têm desempenho inferior em habilidades emergentes, como Programação Estatística, Visualização de Dados e Interação Humano-Computador.


Nunca seremos bons em tudo, mas aprender é um ato contínuo e necessário.






O QUE APRENDER PARA DECOLAR NO MERCADO DE TRABALHO


A Inteligência Artificial tende a substituir atividades muito repetitivas e com baixa interação social, deixando as que exigem muito contato humano e criatividade com as pessoas.



Zona de risco: Neste quadrante estão as atividades muito repetitivas e com baixa Interação Social, funções facilmente substituíveis por uma máquina como, por exemplo, os atendimentos por telefone e o telemarketing.


Mudança lenta: Por exigir muita criatividade, esse quadrante representa funções que vão demorar para serem substituídas pelas tecnologias. Um exemplo é a profissão de Cientista que, apesar de exigir originalidade, não requer muita interação social.


Zona de negociações: Nesse quadrante estão os trabalhos que a tecnologia ainda tem bastante dificuldade de executar, pois exigem Criatividade e Contato humano. É possível citar cargos responsáveis por tomadas de decisões e negociações.


Zona humanizada: Aqui se encaixam muitas das profissões que temos hoje, que exigem muita repetição, mas também interação social. Como exemplo, podemos citar professores, pedagogos e terapeutas.


“Dedique algum tempo para entender em que posição mais está o que você faz hoje. Quanto mais na zona de risco você estiver, mais terá que desenvolver novas skills”, explica Mussa.

COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS


De acordo com o Fórum Econômico Mundial, algumas competências são transversais, ou seja, são necessárias a profissionais de todas as áreas. E competências engloba conhecimentos, habilidades e atitudes (CHA). Conhecimento é saber, habilidade é saber fazer e a atitude é ir lá e fazer.



Top 15 competências para o Futuro (que já começou)


1. Inovação e pensamento analítico

2. Aprendizagem ativa e estratégias de aprendizagem

3. Solução de problemas complexos

4. Pensamento crítico

5. Criatividade, originalidade e iniciativa

6. Liderança e influência social

7. Uso, monitoramento e controle de tecnologias

8. Design e programação de tecnologias

9. Resiliência e tolerância a stress

10. Raciocínio e solução de problemas

11. Inteligência Emocional

12. Experiência do usuário

13. Orientação para servir

14. Análise e avaliação de sistemas

15. Persuasão e negociação


Profissionais que não souberem lidar com a linguagem tecnológica tendem a perder espaço no mercado de trabalho nos próximos anos.


Também vemos competências comportamentais (softskills) cada dia mais relevantes por representarem aquilo que é essencialmente humano - e que o algoritmo ainda não aprendeu a fazer.

Cursos gratuitos que podem ajudar:


COMO COMEÇAR A SE ATUALIZAR AGORA?


Para continuar relevante no mercado de trabalho e com alto grau de empregabilidade, é necessário investir no aprendizado contínuo - long life learning - de novas competências, técnicas e comportamentais.

Se você ainda não começou, a hora é essa!


Procrastinação? Inteligência emocional? Falta de competências? Insegurança? Dificuldade de conseguir entrevistas ou passar por elas? Tudo isso tem jeito.


Bora começar! Experimente fazer uma mentoria. Ela ajuda você no planejamento e cumprimento das metas para dar um UP na sua carreira.



Gostou? Envie seu comentário.



Cris Moutella

Carioca apaixonada por gente e desenvolvimento profissional, há mais de 35 anos atuando com Pessoas, Gestão, Treinamento e Desenvolvimento nas áreas de TI, Marketing, Digital e Negócios. Mentora de Carreira, LinkedIn e Marca Pessoal. Criadora do grupo de vagas Precisamos Trabalhar e dos materiais gratuitos da Trilha da Recolocação®️.


Entre em contato - linkedIn.com/in/crismoutella - Instagram @crismoutella - Canal Youtube



É proibida a cópia parcial ou total desse conteúdo sem a autorização expressa do autor. Lei 9610/98.



Posts recentes

Ver tudo